Notícias

O republicano Valmir Domingos é eleito prefeito de Itaí

A eleição fora de época em Itaí aconteceu no último domingo (dia 4). O PR chega a mais três gestões municipais com as eleições suplementares de 2013 no estado de São Paulo: Cananeia, General Salgado e Itaí.

O republicano Valmir Domingos foi eleito nesse domingo (dia 4) o novo prefeito da cidade de Itaí, situada na região de Itapetininga. Valmir, que obteve aproximadamente 25% dos votos válidos, ficando na segunda colocação nas eleições de 2012, agora recebeu a preferência nas urnas de quase 37% dos votantes, para administrar a cidade até o ano de 2016.

A disputa da eleição suplementar no município de Itaí foi bastante acirrada para o republicano Valmir, que teve como adversários políticos, o presidente em exercício da Câmara Municipal, o vereador tucano Sidney da Silva, e a prefeita interina, vereadora Célia Sakamoto (PSB), que esteve à frente do executivo itaiense nos últimos sete meses. O republicano Valmir Domingos foi vereador entre 2001 e 2004, quando foi eleito vice-prefeito do município e deixou sua marca de trabalho na gestão entre 2005 e 2008.

Reconhecimento estadual

O presidente estadual do Partido da República de São Paulo, José Tadeu Candelária, saúda o republicano pela conquista, externando sua confiança em Valmir Domingos. “Sua trajetória política de sucesso nos mostra que está capacitado e que, certamente, fará uma excelente gestão política na cidade de Itaí. Além disso, o PR e seus lideres maiores do estado de São Paulo, estão ao lado do Valmir para contribuir em sua administração”, garante Candelária.

PR ainda mais fortalecido

O Partido da República está ainda mais fortalecido no estado de São Paulo com os resultados das eleições suplementares realizadas em 2013 nas cidades de General Salgado – noroeste paulista –; Cananeia – litoral sul – e Itaí – Região de Itapetininga, chegando agora às gestões de 57 prefeituras, com 29 prefeitos e 28 vice-prefeitos republicanos.

As eleições complementares

Aplicada de forma plena pela primeira vez nas eleições municipais de 2012, a Lei da Ficha Limpa (aprovada em 2010) exigiu maior rigor nas regras dos registros de candidaturas e os Tribunais Regionais Eleitorais – TRE’s – estão definindo novas eleições nos municípios brasileiros para 2013. Em todos os casos, os prefeitos e vice-prefeitos foram eleitos, porém tiveram seus registros rejeitados pela Justiça Eleitoral.  Os novos pleitos são determinados em acordo com as regras eleitorais (Lei 4.737/65, artigo 224), que impossibilitam a consequente vitória do segundo colocado, quando o vencedor impugnado obtém mais de 50% dos votos, caso do republicano Valmir Domingos, segundo colocado no pleito de 2012. Isso acontece porque nessas situações as eleições são anuladas pela justiça eleitoral e há necessidade de promover novo pleito.

Mais eleições complementares em outubro

O TRE/SP – Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo – continua agendando a realização de eleições fora de época nos municípios paulistas. No próximo dia seis de outubro (domingo) haverá novas eleições em duas cidades da região de Ribeirão Preto. (313 km da capital). Os eleitores de Ibaté e Tabatinga deverão ir novamente às urnas para escolher os novos prefeitos e vices, que administrarão suas cidades até 2016.

Os pedidos de registro de candidatura para as duas cidades devem ser feitas até às 19 horas do dia seis de setembro. De acordo com o calendário eleitoral estabelecido para esses pleitos, a propaganda dos candidatos será permitida a partir de 19 de setembro. Os candidatos que entraram com acusação aos cassados não podem ser candidatos nas novas eleições. Só poderão exercer o voto os eleitores inscritos até o dia nove de maio de 2013.

Osvaldenir Stocker