NotíciasValdemar Costa Neto

“O deputado que quiser participar do governo Lula vai ter que deixar o partido”

VALDEMAR EM ENTREVISTA À CNN.

Em entrevista concedida à CNN Brasil nessa quarta-feira, 30/8, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, respondeu com firmeza e convicção, sobre diversos temas relacionados ao atual cenário político do país, quando reafirmou que o partido não vai manter em seus quadros o parlamentar que quiser fazer parte do atual governo federal; mantendo, também, seu posicionamento em defesa de Jair Bolsonaro.

Confira abaixo a matéria na íntegra*

O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, concedeu entrevista à CNN Brasil nessa quarta-feira, dia 30 de agosto, quando respondeu perguntas sobre diversos temas do cenário político brasileiro.

Quando questionado sobre a possível participação de parlamentares do PL no governo Lula, o presidente do maior partido do Brasil, foi enfático em sua resposta:

“O nosso pessoal não vai participar do governo. O Partido não vai aceitar isso. O deputado que quiser participar do governo Lula vai ter que deixar o partido. Já aconteceu isso com o primeiro que está deixando o partido, e é isso que vai acontecer com outro, se for o caso. Isso não existirá em hipótese nenhuma”, assegurou.

Sobre Bolsonaro

Valdemar Costa Neto foi mais uma vez enfático ao sair em defesa do presidente de Honra do Partido Liberal, Jair Bolsonaro:

“O Bolsonaro fez muito pelo nosso partido. Isso que está acontecendo o povo entende que é uma ação contra o Bolsonaro para destruí-lo. Deixaram Bolsonaro inelegível, sem ele ter mandato isso não existe no planeta. Eu acho que vai ter um ajuste nessa guerra que existe no planeta hoje, com o pessoal da direita contra a Justiça brasileira, isso tem que acabar, nós temos que ter uma relação boa, nós vamos ter que chegar nesse ajuste, temos tempo para isso”, respondeu Valdemar ao concluir sua defesa s obre o ex-chefe do Executivo Federal:

“Vamos recorrer no Supremo. Nós queremos ter uma boa relação com o Poder Judiciário e queremos que ele tenha com a gente também. Temos que chegar num denominador comum para o bem do país”, declarou Costa Neto ao dizer que o Partido Liberal vai recorrer internacionalmente contra a inelegibilidade de Bolsonaro.

Caso das joias

Ao ser questionado se os últimos acontecimentos – como o caso das joias – podem afetar a atuação política do ex-presidente Bolsonaro, Valdemar respondeu:

“Todos os ex-presidentes receberam presentes lá de fora e nunca tiveram problema. […] Com a coisa pública ele sempre teve cuidado, tanto que ele nunca teve problema com a coisa pública. O relógio que vocês estão falando gira em torno de R$ 200 mil”, disse Costa Neto ao continuar sua avaliação:

“A comitiva do Lula teve duas diárias que foram R$ 200 mil agora nessa viagem deles à África do Sul. Então é o mesmo valor, só que o do Bolsonaro não envolve verba pública. Por isso que não existe essa preocupação da nossa parte”, concluiu o presidente do PL.

PEC dos Militares

A proposta que altera a Constituição para restringir a participação de militares na política também foi outro tema abordado pelos apresentadores do programa. Ao avaliar a proposta, Valdemar Costa Neto declarou que não vê problema de os militares participarem da política.

“Não discutimos essa PEC. Acho muito difícil ter um resultado, ser votada nas duas Casas. Vai ser uma discussão muito grande, mas não vejo motivo para isso, eles têm participado da política e temos bons militares no partido que estão ajudando muito”, reconheceu o Costa Neto.

Eleições municipais

Durante a entrevista, Valdemar também falou sobre as eleições municipais de 2024. “Isso nós estamos tendo um assédio muito grande, nós estamos recebendo esse pessoal de braços abertos, nós vamos fazer mais de mil prefeitos, isso eu não tenho dúvida”, revelou o presidente do maior partido do Brasil, ao concluir:

“Não é só pela nossa força, é pelo número de deputados federais e estaduais que nós temos, e que isso tem uma relação direta ligada. E eu não tenho dúvida que nós vamos ter muita força para essa eleição, agora do ano que vem”, concluiu Valdemar ao afirmar também que Bolsonaro poderá ser candidato contra Lula em 2026.

CLIQUE AQUI para assistir a entrevista na íntegra

*Com informações de matéria publicada originalmente no portal do PL Nacional em 30 de agosto de 2023, sob fonte da entrevista de Valdemar Costa Neto, concedida à CNN.