DESTAQUESNotíciasPARTIDO LIBERAL - SÃO PAULO

Novo visual da sede estadual do PL-SP valoriza o sentimento de patriotismo

AMOR, ORGULHO E DEVOÇÃO À PÁTRIA.

O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, e o presidente de Honra do partido, Jair Bolsonaro, fizeram questão de conferir a nova comunicação visual da sede estadual do partido em São Paulo.

Confira abaixo a matéria na íntegra*

O prédio da sede estadual do Partido Liberal de São Paulo está de visual novo. Localizado na arborizada avenida República do Líbano, que margeia um dos mais importantes parques do planeta – o Ibirapuera -, a sede paulista da legenda 22 é uma das referências da privilegiada região da cidade de São Paulo.

O PL tem orgulho de ser comandado pelo grande líder da política brasileira, Valdemar Costa Neto, e de ter como presidente de Honra, o ex-chefe do Executivo brasileiro, Jair Messias Bolsonaro, principal motivador desta história recente do partido, que busca resgatar e cultuar o sentimento de patriotismo do povo brasileiro, reconstruindo culturas e costumes perdidos no passado.

Honrados por serem protagonistas do atual momento de dignidade do Partido Liberal, Valdemar e Bolsonaro fizeram questão de conferir a nova comunicação visual da sede estadual do partido em São Paulo, elevando o sentimento de orgulho pelas cores e pelos símbolos d nossa amada Pátria do Brasil.

Ao reformular a frente de sua sede estadual em São Paulo, com a instalação de um mastro com a bandeira do Brasil e um totem estilizado com a nova logomarca do partido, o PL está cultuando o símbolo da união de um povo e o patriotismo – sentimento de amor, orgulho e devoção à pátria – através da bandeira nacional; além de refletir a escolha democrática do povo brasileiro, que fez do PL o maior partido do Brasil, conforme destaca o novo projeto de comunicação visual da sede do PL paulista.

A BANDEIRA DO BRASIL E SEUS SIGNIFICADOS

A bandeira brasileira foi projetada pelo filósofo e matemático Raimundo Teixeira Mendes e pelo filósofo Miguel Lemos, com desenho do artista e caricaturista Décio Vilares. A inspiração foi a Bandeira do Império, nossa oitava bandeira, desenhada pelo pintor francês Jean Baptiste Debret em 1822.

No dia 19 de novembro se comemora o Dia da Bandeira do Brasil, símbolo criado para marcar o fim do Império e o início da República no país. É por isso que a data é comemorada quatro dias após a Proclamação da República, ocorrida no dia 15 de novembro de 1889.

Cada elemento da bandeira brasileira tem um significado todo especial:

VERDE – Além de representar as nossas matas e mares, o verde era uma das cores da casa de Bragança, em Portugal, da qual D. Pedro I fazia parte;

AMARELO – O amarelo representa o ouro e outras riquezas encontradas no Brasil, além ser uma das cores da Casa de Habsburgo, família austríaca e uma das mais poderosas da Europa, a qual pertencia a imperatriz Leopoldina, mulher de D. Pedro I. O amarelo representava, também, a cor dos castelos dos mouros, dominados pelos portugueses, sendo uma representatividade da conquista da região de Algarve;

AZUL (com o branco) – Cor que era utilizada pelas capitanias hereditárias no Brasil, remetendo, também, segundo alguns historiadores, às viagens marítimas dos portugueses e à padroeira, Nossa Senhora Aparecida;

BRANCO – A cor branca traz como significado a paz do Brasil, tão almejada em todo mundo, simbolizando também a força de Deus.

ESTRELAS – As estrelas representam os estados brasileiros, tendo que inserir uma estrela cada vez que um novo estado é criado, conforme aconteceu em 1992, quando foram adicionadas estrelas para representar a criação dos estados do Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins.

ESTRELA SOLITÁRIA – A única estrela acima da inscrição Ordem e Progresso – chamada de Spica – é a mais brilhante da constelação de Virgem, representando o Estado do Pará, que em 1889 correspondia ao maior território acima do paralelo do Equador.

ORDEM E PROGRESSO – Abreviação do lema positivista do filósofo francês Auguste Comte, que dizia: “O amor por princípio e a ordem por base, o progresso por fim”.

CÍRCULO AZUL – É uma imagem do céu, inclinado de acordo com a latitude da cidade do Rio de Janeiro, às 12 horas siderais (8 horas e 30 minutos), do dia 15 de novembro de 1889 – a Proclamação da República.

UTILIZAÇÃO OBRIGATÓRIA – A Bandeira Nacional deve ser hasteada diariamente no Congresso Nacional, nos Palácios do Planalto e da Alvorada, nas sedes dos ministérios, nos tribunais superiores, no Tribunal de Contas da União, nas sedes de governos estaduais, nas assembleias legislativas, nos Tribunais de Justiça, nas prefeituras e Câmaras de Vereadores, nas repartições públicas próximas das fronteiras, nos navios mercantes e nas embaixadas brasileiras.

É obrigatório hastear a bandeira nacional nos dias de festa ou de luto nacional em todas as repartições públicas, nos estabelecimentos de ensino e sindicatos, assim como é obrigatório o ensino do desenho e do significado da bandeira nacional em todas as unidades de ensino primário.

*Com informações de matérias sobre a bandeira nacional brasileira, publicadas pela página Mundo Educação do portal Uol; e pela Central de Notícias da Uninter (CNU) no portal da universidade.