Clodoaldo de MoraesMogi das CruzesNotícias

Clodoaldo de Moraes busca apoio popular contra pedágios no Alto Tietê

MOVIMENTO ‘PEDÁGIO, AQUI NÃO!’.

A iniciativa do vereador Clodoaldo de Moraes (PL) agrega força da sociedade à antiga luta dos deputados estaduais do PL, André do Prado e Marcos Damasio, pela não instalação de pedágios nas rodovias do Alto Tietê, especialmente na Mogi-Dutra. Após coleta de assinaturas em locais estratégicos de Mogi das Cruzes, o vereador liberal vai entregar o abaixo-assinado ao governador Tarcísio de Freitas, ao presidente da Alesp, deputado André do Prado, e a outras autoridades do Estado.

Confira a matéria na íntegra*

O vereador Clodoaldo Aparecido de Moraes (PL) deu início à coleta de assinaturas para um abaixo-assinado que será entregue ao governador Tarcísio de Freitas e outras autoridades do Estado de São Paulo, demonstrando a insatisfação da população da cidade e região em relação à instalação de pedágios na região de Mogi das Cruzes.

Nos planos do governo do Estado está a instalação de dois pórticos de cobrança na Mogi-Dutra e outro na Mogi-Bertioga, como parte de um projeto de privatização de 213 km de rodovias do chamado Lote Litoral.

Munido de tendas, mesas, caixa de som e microfone, o vereador e a equipe de seu gabinete começaram a percorrer as principais praças públicas da cidade, feiras livres, varejão e outros pontos de grande movimento visando colher o maior número possível de apoio à iniciativa que busca convencer o governo paulista sobre a “insatisfação generalizada” da população mogiana e das cidades vizinhas, em relação à cobrança pelo uso de rodovias do Alto Tietê, especialmente da ligação rodoviária Mogi-Dutra.

População diz ‘sim’ ao movimento

Na tarde da quinta-feira, dia 16 de novembro, vereador Clodoaldo de Moraes e a equipe do movimento Pedágio, Aqui Não! coletaram cerca de 300 assinaturas em somente duas horas e meia de trabalho junto ao Largo do Rosário.

Na tarde da sexta-feira, 17/11, o parlamentar mogiano e sua equipe deram continuidade à coleta de assinaturas, dessa vez na praça Oswaldo Cruz, outro ponto movimentado do centro de Mogi das Cruzes, buscando ampliar os resultados para superar os números do dia anterior.

Um dia após o início da coleta de assinaturas, o vereador se mostra impressionado com o “clamor negativo” da população em relação à ideia do governo de instalação dos postos de cobrança, sobretudo na rodovia Mogi-Dutra.

“A nossa ação contra o pedágio vem sendo muito bem aceita e obtendo grande receptividade. As pessoas chegam a dizer que assinar o documento é um ato de cidadania e que desejam se posicionar contra a ação do governo”, diz o vereador.

 “Tenho notado que até agora o debate sobre a questão dos pedágios tem permanecido restrito aos gabinetes e protestos em redes sociais. Acredito que isso é necessário, mas creio também que o envolvimento direto da população é que poderá reverter essa decisão do governo do Estado que parece irredutível. Nossa meta é mostrar ao governo que a opinião pública de Mogi das Cruzes e cidades vizinhas está radicalmente contrária ao projeto dos pedágios”, afirma Clodoaldo.

A força da manifestação popular

Clodoaldo está muito satisfeito com a receptividade das pessoas ao movimento e confiante na força popular do abaixo-assinado, a ser entregue em mãos pelo vereador do PL ao governador Tarcísio de Freitas, no Palácio dos Bandeirantes.

“Queremos massificar essa campanha contra os pedágios que tanto mal irão trazer para Mogi das Cruzes e região, pois estamos sentindo que o governo não está dando à cidade a atenção que sua população merece, pois mesmo com protestos, as ações burocráticas em favor dos pedágios estão continuando dentro do governo”, afirma Clodoaldo.

O vereador Clodoaldo de Moraes pretende acelerar ao máximo seu trabalho, que deverá ser encerrado até o final deste mês, antes do recesso de Câmara Municipal e da Assembleia Legislativa de SP (Alesp), considerando também a chegada do final de ano, onde o foco das pessoas em geral passa a ser as festas de Natal e final de ano.

Apelos

Após a montagem de toda a estrutura para coleta de assinaturas, o vereador assume o microfone e busca esclarecer às pessoas sobre os malefícios que a instalação de pedágios, principalmente na rodovia Mogi-Dutra, poderá lhes impor.

Com ajuda da caixa de som, ele apela para que as pessoas apoiem o abaixo-assinado que, além do governador Tarcísio, deverá ser entregue ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado André do Prado (PL); ao secretário de Estado de Parcerias em Investimentos, Rafael Benini; ao diretor-geral da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), Milton Persoli, entre outras autoridades e políticos de influência no Estado de SP.

Clodoaldo acredita que só mostrando a força popular ao governo, será possível conseguir reverter a intenção de se colocar pedágios nas estradas do Alto Tietê.

E ele aposta que tal pressão poderá mesmo dar resultado? O vereador afirma que sim e lembra uma luta semelhante para reverter 42 mil multas que foram aplicadas irregularmente por um radar que funcionava na Mogi-Bertioga, na região de Vila Moraes.

*Com informações de matéria publicada no portal O Diário de Mogi em 17 de novembro de 2023 às 17:19 – atualização às 17h52, assinada por Darwin Valente. https://odiariodemogi.net.br/