MottaNotícias

Luiz Carlos Motta propõe inclusão de comerciários no grupo prioritário de vacinação

DEPUTADO FEDERAL DO PL DEFENDE A INICIATIVA POR CONSIDERAR QUE OS TRABALHADORES DO COMÉRCIO APRESENTAM GRANDE RISCO DE CONTÁGIO COM A COVID-19.

 

Considerando a flexibilização da quarentena e a retomada do comércio, o deputado federal Luiz Carlos Motta (PL-SP), como representante da categoria dos comerciários no Congresso Nacional, avalia que os trabalhadores do setor arriscam diariamente suas vidas no exercício de suas funções, ficando expostos à infecção pelo novo Coronavírus.

O Projeto de Lei nº 5480/20, de autoria do deputado liberalista, apresentado ao Congresso na terça-feira, dia 11 de janeiro, altera a Lei 13.979/20, que prevê medidas para enfrentar a Covid-19. A proposta de Luiz Carlos Motta inclui os comerciários como prioridade na campanha nacional de imunização contra a Covid-19. “Os trabalhadores do comércio formam a maior categoria profissional urbana no País. Como lidam com o público e têm contato direto com mercadorias, cartões e dinheiro, ficam mais vulneráveis à contaminação”, justifica Motta ao concluir:

“Como representante da categoria no Congresso, avalio que a imunização protege a vida e a saúde dos trabalhadores, e também contribui para impedir a proliferação do novo Coronavírus, porque ao serem vacinados, os comerciários preservam não somente a própria saúde, mas também daqueles que estão próximos e em contato com eles”, defende o parlamentar do PL paulista.

OUTRA PROPOSITURA

Além do PL 5480/20, deputado Luiz Carlos Motta, buscando reforçar sua proposta, através de requerimento indicou ao Ministério da Saúde a inclusão dos trabalhadores do comércio na futura campanha de imunização. O órgão anunciou que idosos, profissionais de saúde e professores devem constar no plano preliminar para a vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

NA MÍDIA

A iniciativa de Luiz Carlos Motta vem repercutindo na grande mídia, a exemplo da coluna de Mônica Bergamo da Folha de SP, que noticiou a proposta do liberalista nesse sábado, dia 30 de janeiro, onde Motta reforçou sua defesa aos trabalhadores do comércio: “Ao serem vacinados contra a Covid-19 os comerciários vão preservar a sua própria saúde e vida, e da mesma forma, daqueles com os quais convivem socialmente e se relacionam profissionalmente”, justificou o deputado do PL-SP, que é presidente da Federação dos Comerciários do estado de São Paulo (Fecomerciários) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio – CNTC.

_________________

FONTES:

Portal da Fecomerciários e Folha de SP de 30/01/2020 (coluna de Mônica Bergamo)

https://portalfecomerciarios.org.br/noticia/