Notícias

DER abre caminho para finalizar duplicação da rodovia Mogi-Dutra, em Arujá

ANDRÉ DO PRADO COMEMORA PUBLICAÇÃO DO EDITAL DE LICITAÇÃO.

Quando encerrou as obras no final de 2020, informado de que o trecho final não seria executado, André do Prado iniciou uma agenda de tratativas junto ao governo estadual para viabilizar o término, que será contemplado a partir de agora com a elaboração do projeto executivo de duplicação entre o km 33,3 da Mogi Dutra (SP-88) e o km 32 da rodovia Alberto Hinoto (SP-056), incluindo a interligação com a rodovia Presidente Dutra (BR-116), em Arujá. O prazo para as empresas interessadas apresentarem suas propostas na sede do DER, na Capital, se encerra no dia 8 de novembro.

 

O deputado estadual André do Prado comemorou a publicação feita no Diário Oficial do Estado de São Paulo nesta quarta-feira, dia 29 de setembro, pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), do edital de licitação para contratar a empresa que elaborará o projeto executivo de duplicação do trecho final da rodovia Mogi-Dutra (SP-88), do km 33,3 até o entroncamento com a SP-056, no km 32,00, incluindo a interligação com a rodovia Presidente Dutra (BR-116), em Arujá.

FORÇA LIBERAL

Desde o final do ano passado, quando foram finalizadas as obras na estrada, o deputado André do Prado trabalhou para que o Governo do Estado investisse em um novo projeto para finalizar o trecho que não pode ser duplicado devido a um problema de desapropriação. As ações de André do Prado ganharam força com os importantes apoios do deputado federal Marcio Alvino e dos vereadores do PL de Arujá, Abel Franco Larini (o Abelzinho) e Divinei.

“Desde que tivemos a informação de que a rodovia não seria finalizada conforme o projeto original, trabalhamos para que o Estado pudesse fazer novos estudos para terminar essa obra”, relatou o vice-presidente da Alesp, deputado André do Prado.

ENTENDA OS IMPECILHOS SUPERADOS

O trecho entre os quilômetros 32 e 33 da rodovia não foi duplicado porque o Governo do Estado não conseguiu um acordo com a proprietária do terreno para fazer a desapropriação da área e alargar a pista. Na época, o DER havia estimado o valor do local em R$ 10 milhões, no entanto, a perícia feita por determinação da Justiça avaliou a área em R$ 60 milhões. Com esse valor, o custo de 1,3 quilômetros equivalia a 50% do total da obra.

“A realização desse novo projeto será fundamental para terminar essa obra que é fundamental para a região. Esse trecho final é importante porque liga a SP-056, que também será duplicada, e a rodovia Presidente Dutra (BR-116), permitindo um melhor acesso dos motoristas”, finalizou.

Estimativas de fluxo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-SP), responsável pela via, apontam que mais de 20 mil automóveis passem por dia pela rodovia e de que a duplicação da Mogi-Dutra beneficia 500 mil pessoas, que é o volume populacional total das cidades de Arujá e Mogi das Cruzes.

_________________

FONTE: Site do deputado estadual André do Prado

https://andredoprado.com.br/