ArtigosNotíciasPL Mulher SP

8 de Março de 2021

Nunca tivemos um Dia Internacional da Mulher igual a esse!

Nos anteriores, a emoção dos encontros, os abraços apertados, os beijos afetuosos e o calor do contato físico, uniam a nós mulheres num mesmo sentimento de que juntas somos mais fortes! Esse sentimento, com certeza, não mudou! Talvez, esteja até mais fortalecido! Porém, esse ano é diferente!

Apesar das necessidades serem as mesmas: o aumento da participação política, democrática e igualitária da mulher nos espaços de poder; a redução das injustiças e da violência; a necessidade de mais oportunidades para se viver dignamente, hoje temos um novo olhar.
A pandemia que estamos enfrentando, o isolamento que estamos sendo submetidas, as transformações no nosso modo de viver e os grandes desafios que estamos tendo que vencer, estão nos transformando numa nova mulher.

Estamos nos reinventando a cada dia. Buscando novas formas para solucionar nossos problemas. Encontrando mais forças e equilíbrio emocional, para viver ainda mais papéis.

Muitas de nós tivemos que encontrar novas formas de sobrevivência, outras maneiras de trabalhar. Tivemos que aprender a administrar nosso lar e o nosso tempo de forma diferente. Tivemos que dar uma outra dinâmica na nossa família. Muitas tiveram, ainda, que lidar com mais violência e com mais injustiças.

Tivemos que aprender a conviver com o imprevisível , com a insegurança, com o medo e com a dor. E isso fez com que precisássemos exercitar mais a nossa inteligência emocional e espiritual.

O perdão, a paciência, a indulgência, a generosidade, a caridade, a solidariedade, a fraternidade, a gratidão e o amor incondicional passaram a ser um enorme exercício. Tivemos que nos aproximar mais de Deus, para poder vencer os desafios e ter mais força para sobreviver.

Com certeza, estamos mais fortes!

Reconhecemos ainda mais a nossa importância! Agora percebemos, com mais intensidade, que precisamos estar em igualdade com os homens para que tenhamos uma sociedade mais justa e mais fraterna.

Que esse 8 de Março, um Dia Internacional da Mulher diferente, possa servir para ampliar a consciência dos homens e de nós mulheres, da necessidade da mudança de valores, do modo de agir e de conviver, para que tudo que estamos passando faça sentido!

Que Deus nos ilumine, para que possamos assumir cada vez mais a nossa condição de mulher que faz, que realiza, que transforma e que contribui para um mundo melhor!

Nilmar Ruiz

Coordenadora Nacional do Mulher PL